Aviso


Os textos e imagens são da minha autoria. Os que retiro do domínio público estão identificados. Mas, em caso de lapso, não existindo intenção de violação dos direitos de autor, agradeço a informação, sendo desde logo, retirado.

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Tribunal de Perugia - O caso Knox

Tribunal de Perugia - Considerou que as provas eram insuficientes, nomeadamente a recolha de dados forenses – DNA.
A decisão de ontem foi oposta, a decisão anterior, deixando as pessoas que acompanharam o caso, ao longo destes quatro anos, numa grande dúvida: como poderá existir um erro de tal forma grosseiro que condena numa primeira Instância e absolva, numa segunda?


A questão não deve ser interpretada sob o ponto de vista de criar maior insegurança no sistema judicial, mas antes, ser entendida como a correcção de um erro, que veio a permitir que dois  inocentes, não fossem considerados culpados e condenados, for facto por eles não cometido. (Sem prejuízo de existir neste momento a certeza de que a acusação irá recorrer desta sentença).
Independentemente das dúvidas e possíveis posições que os cidadãos possam ter face ao sistema judicial, deve ficar a certeza de que se irá encontrar o verdadeiro ou os verdadeiros culpados, em nome da vítima.  Esta nunca poderá ser esquecida.


Sem comentários:

Enviar um comentário